IPO-Porto recebe aumento de capital de quase 11 milhões de euros

Laranja Pontes, Presidente do Conselho de Administração do IPO-Porto, diz que “esta medida representa mais um passo para a sustentabilidade dos nossos serviços que vão sempre, em qualquer circunstância, visar a excelência na prestação assistencial de cuidados de saúde no tratamento do cancro”.

Em 2017, o IPO-Porto recebeu mais de 10 mil novos doentes aos quais ofereceu cuidados de saúde inovadores e diferenciados, tendo registado 385.000 consultas, 13.000 cirurgias, 32.000 sessões no Hospital de Dia, 80.000 tratamentos de Radioterapia, assegurando cuidados de Quimioterapia a mais de 12.000 doentes.

A crescente qualidade e eficiência dos cuidados de saúde para o doente são uma prioridade para o IPO-Porto. Por isso, também em 2017, o IPO-Porto alcançou a execução mais eficiente no Serviço Nacional de Saúde, na medida em que teve a melhor relação entre os cuidados de saúde mais complexos do país e o baixo custo operacional por doente padrão (maior índice de case-mix).