Clínica de Mama

A Clínica de Mama é uma unidade multidisciplinar, especializada na prestação de cuidados de saúde de elevada qualidade, dotada dos recursos técnicos e humanos necessários para abordagem integral de doentes com cancro da mama, desde o diagnóstico precoce até ao tratamento da doença avançada, com a máxima eficiência e equidade.
10.637
Número de Doentes
9 dias
Tempo médio de espera 1ª consulta
129
Doentes em Ensaio Clínico
*Dados relativos aos últimos 12 meses

Por ano o IPO-Porto trata de cerca de dez mil doentes oncológicos. Destes, perto de 1000 correspondem a doentes com cancro da mama. Esta clínica é assim a unidade que trata o maior número de doentes com cancro da mama em Portugal e uma das maiores da Europa.

O cancro da mama é o tumor maligno mais frequente no sexo feminino. Dada a elevada incidência e prevalência da doença na Europa, vários organismos europeus recomendam que o cancro da mama seja tratado por profissionais especializados, trabalhando em equipa, em clínicas multidisciplinares.

A maior procura de cuidados de saúde, o maior tamanho da estrutura, a adaptação aos avanços no conhecimento, a incorporação de novas tecnologias, a necessidade de otimizar a circulação e fluxo de doentes e a disponibilidade de recursos técnicos e humanos e a implementação de sistemas de informação que permitam gerir adequadamente a atividade estiveram na origem da criação da Clínica de Mama do IPO-Porto, que foi inaugurada no dia 23 de outubro de 2007.

O objetivo da Clínica de Mama resume-se à prestação de um serviço de elevada qualidade, através da definição de padrões de qualidade no diagnóstico e no tratamento e da implementação de uma estrutura de registo e auditoria, que permita o seu reconhecimento e acreditação externa.

A Clínica tem como missão proporcionar o tratamento clínico adequado a cada doente, com o objetivo de maximizar a sua sobrevivência e qualidade de vida, mas tendo sempre em conta as suas necessidades como pessoa e o respeito pela sua dignidade.

A equipa é constituída por profissionais especialmente dedicados a cada um dos aspetos do diagnóstico e tratamento do cancro da mama. A equipa nuclear é constituída pelas especialidades de Oncologia Cirúrgica, Oncologia Médica, Radioterapia, Imagiologia, Anatomia Patológica e Enfermagem. As especialidades não nucleares incluem a Cirurgia Plástica, a Psico-oncologia, a Medicina Física e Reabilitação, a Genética, a Neurocirurgia, a Ortopedia e os Cuidados Paliativos. A equipa de suporte é constituída pela Assistente Social, o Voluntariado, o Secretariado e o Pessoal Auxiliar.

Serviços

Num hospital orientado para o doente, em que os processos são concebidos do ponto de vista do doente, a organização da assistência tendo por base as Clínicas Multidisciplinares de Patologia, pretende criar um ambiente que favoreça o estabelecimento de ligações personalizadas e estáveis, reunindo os recursos humanos e técnicos adequados para proporcionar cuidados especializados, homogéneos e individualizados.

A Clínica de Mama é uma estrutura funcional com áreas próprias, que tem como centro de interesse o doente com patologia mamária, e que organiza de forma coerente os diferentes serviços intervenientes no processo de estudo e tratamento do doente com cancro da mama.

Na generalidade dos hospitais, partimos de uma organização baseada na estrutura, em que o processo da doença está compartimentado em serviços estanques, baseados nas especialidades. A prestação de serviços de saúde fragmentados compromete a eficiência, a satisfação do consumidor, a qualidade dos serviços e o acesso.

O tratamento de doenças complexas, como o cancro, requer a intervenção de múltiplas especialidades de forma integrada. A integração em oncologia, tem como objetivo a prestação de cuidados a um grupo homogéneo de doentes, e constitui um meio de obter resultados como qualidade, satisfação, acesso e eficiência, reduzindo a fragmentação, a duplicação e a redundância.

No caso do cancro da mama, vários estudos demonstram que, a abordagem multidisciplinar integrada, proporciona cuidados mais eficazes e melhores resultados em termos de sobrevivência. Por esse motivo, acreditamos que o agrupamento funcional e organizativo, num mesmo espaço físico, de todas as especialidades que interatuam no tratamento de doentes com a mesma patologia, constitui um enorme desafio para a melhoria dos cuidados prestados a doentes com cancro da mama.

Numa doença crónica, como o cancro da mama, a integração de cuidados é tão importante como a continuidade de cuidados. O modelo funcional da Clínica pretende privilegiar a continuidade de cuidados prestados às doentes com cancro da mama, assegurando a continuidade do prestador (elemento da equipa responsável pelo doente), a continuidade através dos cuidados primários e secundários (atividade de cooperação entre profissionais de cuidados de saúde primários e hospitalares) e a continuidade de informação (partilha de informação entre a Clínica e os centros de saúde)

A estrutura da Clínica foi concebida de forma a proporcionar aos doentes com patologia mamária uma abordagem multidisciplinar integrada e eficiente, em condições de conforto e privacidade.

Na conceção da Clínica procuramos assumir a funcionalidade como princípio e assegurar um espaço tranquilo e confortável que garantisse a privacidade. Procurámos ainda que todos os espaços de trabalho dispusessem de luz natural, que a circulação de doentes fosse facilitada, com facilidade de orientação com mínimos percursos e uma sinalética adequada e independência de determinadas secções.

A clínica está dotada de salas de espera diferenciadas, para que doentes com doença precoce não coincidam com doentes com doença avançada, tendo em conta o seu estado emocional.

As reuniões da equipa multidisciplinar realizam-se num espaço próprio, para apresentação e discussão dos casos clínicos, dotado de equipamento de vídeo-conferência para a realização de consultas de grupo com outras unidades hospitalares. Para que o diagnóstico seja efetuado sem atrasos desnecessários, existe na própria clínica uma sala de ecografia, que possibilita a realização de biópsias guiadas por imagem, e ainda um espaço específico para a Anatomia Patológica, com laboratório para diagnóstico citológico.

equipa

Clínica de Mama
Médico Orientador
Dr. Joaquim Abreu de Sousa
Enfermeiro Coordenador
Enf. Elisabete Valério

Galeria

contactos

telefone
225 084 000
fax
225 084 001
localização
Edifício Principal, piso 3