“From Bed to Bench and Back” (B3) é o conceito associado ao PCCC e que ilustra o funcionamento do consórcio. “Bed” simboliza o contacto diário do IPO-Porto com as necessidades reais dos doentes oncológicos. Essas necessidades e problemas sentidos pelos doentes motivam o desenvolvimento de investigações pelas duas instituições que constituem o PCCC (Bench), com o objetivo de encontrar soluções sob a forma de ensaios clínicos que pretendem melhorar os cuidados prestados com a descoberta de tratamentos inovadores. Volta-se assim ao doente (Back) que passará a integrar os ensaios clínicos desenvolvidos no PCCC. É um processo cíclico sempre em busca de melhores tratamentos para os doentes oncológicos.

No Porto Cancer Comprehensive Centre têm vindo a ser desenvolvidos projetos de investigação colaborativos que perspetivam novas realidades e novas esperanças para a oncologia:

2007 – 2012

Deteção precoce do cancro, utilizando novos marcadores serológicos com base em modificações pós-translacionais de glicoproteínas

IPO-Porto: Seleção de amostras de doentes e análise imunohistoquímica

IPATIMUP: Estudo proteómico de marcadores serológicos

2009 – 2015

Estudo genético em doentes com paraganglioma

Objetivo: Pesquisa de mutações germinativas numa série consecutiva de doentes com paragangliomas para identificar os que são hereditários

IPO-Porto: Seleção dos doentes, aconselhamento genético, realização de contra-análises, estudo genético dos familiares, rastreio dos portadores

IPATIMUP: Estudo genético do doente inicial de cada família

2010-2015

Biomarcadores para avaliação de efetividade terapêutica no carcinoma colorretal *

Objetivo: pesquisa de mutações somáticas preditivas de resposta a terapia dirigida ao recetor EGFR no cancro colorretal metastático

IPO-Porto: Análise molecular de 400 doentes no estudo retrospetivo e de 100 doentes no estudo prospetivo, no total de 500 doentes do IPO-Porto

IPATIMUP: Análise molecular de 400 doentes no estudo retrospetivo e de 100 doentes no estudo prospetivo, no total de 500 doentes do Hospital de São João

*No âmbito do projeto DoIT-Desenvolvimento e Operacionalização da Investigação de Translação