Serviço de Braquiterapia

Durante os últimos 10 anos, a Braquiterapia evoluiu de uma arte empírica para uma disciplina diversificada, de bases científicas, compreendendo instalações que passaram de simples gabinetes técnicos a Serviços tecnologicamente complexos e sofisticados.

O Serviço de Braquiterapia do Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil, EPE, único na região Norte em termos de SNS, reflete, atualmente, essa progressiva e contínua diferenciação, desde a sua criação em 1974, visível no nº de doentes tratados, organização, atividades, variedade, qualidade e complexidade das técnicas oferecidas ao doente oncológico.

O Serviço de Braquiterapia integra-se no Departamento de Radioterapia e é constituído por dois setores: internamento e salas de aplicações (blocos operatórios) de braquiterapia.

Esta valência do IPO-Porto tem como objetivos:

  • Ser um Serviço de referência de doentes
  • Ser um Serviço de referência em formação de profissionais
  • Ser um Serviço de alta qualidade
  • Ser um serviço com elevado nível tecnológico
  • Ser um Serviço que proporciona novas técnicas de tratamento de Braquiterapia segundo as novas indicações para este tipo de tratamento, com base em níveis de evidência clínica

O Serviço de Braquiterapia pretende:

  • Ser um Serviço de prestação de tratamentos de braquiterapia diferenciados e específicos, com meios tecnológicos avançados e em condições de plena acessibilidade, eficiência, eficácia
  • Criar programas de formação contínua
  • Elaborar planos de investigação, incluindo a adesão a estudos multicêntricos nacionais e internacionais

A unidade tem ainda uma missão tecnológica:

  • Tratar em tempo útil (recomendações internacionais)
  • Tratar sem complicações
  • Tratar sem toxicidade – precisão da aplicação
Serviços:

A Braquiterapia é uma modalidade de tratamento com radiações que consiste na colocação das radiações dentro (braquiterapia intersticial) ou próximo do tumor. Tem como vantagem principal o débito de doses elevadas ao tumor, poupando os órgãos normais adjacentes, com consequente diminuição da morbilidade, melhor controlo local e consequente aumento do ganho terapêutico.

Simultaneamente, e por se tratar de um procedimento minimamente invasivo, apresenta a característica de preservar órgãos e a sua função, proporcionando excelentes resultados estéticos. Consequentemente, minimiza as perturbações psico-sociais, sexuais e relativas à imagem corporal.

É internacionalmente recomendada e utilizada em tumores das seguintes localizações:

  • Ginecologia: Carcinoma do Colo do útero, Endométrio e Vagina
  • Mama
  • Próstata
  • Esófago
  • Pulmão
  • Canal Anal
  • Pele
  • Cabeça e Pescoço

O número de aplicações por ano de braquiterapia tem aumentado substancialmente. Em 2012 foram efetuados no total 1859.

equipa

Serviço de Braquiterapia
Diretor de Serviço
Drª. Lurdes Trigo
Enfermeiro Chefe
Enf. Hercilia Carvalho

contactos

telefone
225 084 000
fax
225 084 001
localização
Edifício Principal, piso 4, sala 5.