Unidade de Estudo e Tratamento da Dor

A Unidade de Estudo e Tratamento da Dor (UETD) do IPO-Porto iniciou a sua atividade em Maio de 1980, sendo constituída desde o início pelas especialidades de Anestesiologia, Neurocirurgia e Psiquiatria. Posteriormente, foram integradas a Fisiatria e a Oncologia Médica.

Começou a sua atividade com uma consulta semanal, no período da tarde, mas rapidamente se registou a necessidade de aumentar o número de consultas e hoje temos já disponibilidade diária de consulta médica e de enfermagem.

Neste percurso, surgiu a necessidade de evoluirmos para Unidade de Estudo e Tratamento da Dor, uma vez que em nosso entender a dor vai muito para além da prescrição farmacológica. Esta nova designação surge em 2006 e acompanha a necessidade de nos constituirmos em equipa com várias áreas de diferenciação quer no conhecimento da dor, quer na biologia do cancro, quer nos tratamentos, quer nas sequelas da doença e dos próprios tratamentos.

A Unidade de Estudo e Tratamento da Dor tem como missão:

  • Tratar adequada e atempadamente situações de dor crónica oncológica não controlada, no doente em qualquer fase de doença
  • Tratar as complicações dolorosas tardias da doença oncológica e sequelas dos tratamentos anti-tumorais efetuados
  • Assegurar níveis máximos de qualidade, humanismo e eficiência, uma vez que o controlo da dor passa pelo alívio do sintoma, e sempre que possível pela reabilitação funcional e emocional do doente e cuidadores primários
  • Assegurar atividade na área da investigação, formação e ensino

A missão assistencial baseia-se no princípio da OMS – todo o ser humano tem direito ao tratamento da dor

Serviços:

A frequência com que a dor crónica se manifesta no doente oncológico cria a necessidade de existir um espaço físico, com atividade diária para orientar as situações mais complexas. Este espaço pretende ser uma área de estudo, acompanhamento e reabilitação do doente com dor e deverá também ter uma área de tratamento. Além da sala de tratamento adstrita ao gabinete de consulta, existe ainda um período semanal (manhã e tarde) dedicado a técnicas de diagnóstico e tratamento invasivos e outro período dedicado à acupunctura.

O trabalho da UETD passa por uma equipa interdisciplinar médica com conhecimentos em várias áreas de intervenção na orientação do doente com dor, são elas a Anestesiologia, a Medicina Física e Reabilitação, a Oncologia Médica, e a Psico-Oncologia.

Além da atividade assistencial, considera-se função as atividades de ensino e formação.

O ensino desenvolveu-se ao longo da vida da Unidade sob diversos formatos, quer intra quer extra-hospitalares, sob a forma de Cursos Teóricos, Teórico-Práticos, apresentações interativas, colaboração com projetos de mestrado e doutoramento na área da Dor.

A investigação é essencialmente do foro clinico, estando em curso dois projetos de doutoramento e um projeto de investigação académica com a UETD.

equipa

Unidade de Estudo e Tratamento da Dor
Diretora de Serviço
Maria Fragoso

contactos

telefone
225 084 000
fax
225 084 001
localização
Edifício H, piso 3