ALTERAÇÃO DE CRITÉRIOS DOAÇÃO DE SANGUE – Coronavírus (Covid-19)

 

NÃO DÊ SANGUE SE:

  • Teve possível exposição/contacto com caso confirmado COVID-19
  • Viajou nos últimos 28 dias para países com transmissão local ativa confirmada de casos de COVID-19
  • Países com transmissão local ativa confirmada:

ÁSIA: China, Coreia do Sul, Japão, Singapura

MÉDIO ORIENTE: Irão

EUROPA: Itália, Suíça, Espanha (La Rioja; Madrid; Catalunha; País Basco), Alemanha (North-Rhine-Westphalia; Baden-Wurttenberg; Baviera), França (Ilha de França; Grand Est)

 

NESTA FASE, POR FAVOR, EVITE TRAZER ACOMPANHANTES PARA A DÁVIDA. 

 

Esta medida faz parte do plano de contingência que o IPO tem ativo com o objetivo de estar totalmente preparado e a cumprir, em rigor, todos os protocolos e procedimentos necessários para acautelar e minimizar o impacto desta epidemiologia na situação clínica dos doentes.

 

 


QUEM?

Para ser dador de sangue tem de ser saudável, ter mais de 18 anos e pesar mais de 50Kg. Ser saudável significa que se sente bem e que pode fazer a sua vida normal. Uma doença crónica controlada pode não ser impeditiva da dádiva.


COMO?

O processo da dádiva engloba vários passos:

  • Inscrição
  • Consentimento informado
  • Determinação do valor de hemoglobina
  • Consulta médica
  • Dádiva de sangue
  • Pequena refeição antes de sair do Serviço.

EXISTE ALGUM RISCO?

O organismo repõe, rapidamente, todos os componentes do sangue colhidos, pelo que se pode dar sangue várias vezes por ano (os homens cada 3 meses e as mulheres cada 4) sem qualquer inconveniente para a saúde. Para além disso, o material utilizado na colheita é novo e estéril pelo que não há risco de transmissão de qualquer tipo de doença.


RECOMENDAÇÕES APÓS A DÁDIVA
  • Ingerir muitos líquidos durante o dia, evitando bebidas alcoólicas e gasosas
  • Não fumar na primeira hora após a dádiva
  • Evitar a realização de actividades físicas excessivas nesse dia
Horário

Segunda a Sexta-feira : 8h30 às 19h00

Sábado: 8h30 às 12h30